Jump in

23 de nov de 2011

■ E o PSVita vem aí

Confesso a vocês que nessa minha vida gamer nunca tive tanto hype pelo lançamento de um console como agora, com o PSVita. Talvez toda essa expectativa seja pelo fato do ótimo trabalho feito pelo PSP, que empregou uma nova filosofia no mercado de consoles portáteis, sendo o maior responsável por atrair novos consumidores que, até então, não davam a mínima para esse tipo de negócio.
Meu primeiro contato com um vídeo game portátil foi com um Virtual Boy e sua "jogabilidade" revolucionária... Nem preciso dizer que a experiência me fez pegar nojo de portáteis... Mas o tempo passou e, num belo dia, caminhando pelo centro da cidade, minha querida mãe comprou algo realmente útil com seu cartão de crédito: Entramos na loja e adquirimos um lindo GBA SP, devidamente acompanhando do cartucho "Castlevania Aria of Sorrow", que por sinal era a única fita disponível na loja naquele momento. Acho que foi a única vez que me senti com sorte na vida :D. 

Minha experiência com o Gameboy SP me fez mudar totalmente a forma de pensar. Finalmente fui convencido que a diversão que os consoles de mesa me ofereciam poderia também ser reproduzidas em consoles de bolso, e o mais interessante: de forma rápida, precisa e em qualquer lugar! Com todas essas vantagens, rapidamente os portáteis passaram a ser minha prioridade na hora de adquirir um novo console. 

Entretanto, não serei justo se não citar o console que, de fato, me fez olhar os portáteis de forma mais madura e promissora: o multifuncional PSP. Caros, a Sony fez realmente um trabalho primoroso com o irmão mais novo do Ps2. É incrível a quantidade de funções que esse pequeno notável nos oferece: emuladores, aplicativos para todos os gostos, jogos criativos com cara de portátil, jogos adultos com cara de consoles de mesa, mp3, reprodutor de vídeos, uma tela LCD que é uma das coisas mais lindas já projetadas... Enfim, o PSP é um monstro no que diz respeito às funcionalidades. Sem dúvida a Sony partiu para um caminho que eu acredito ser o mais correto: tornar os consoles portáteis multifuncionais e tentar, de alguma forma, tomar uma parcela do mercado de Smartphones, que é um dos mais lucrativos do mundo. 

Apesar da primeira experiência da Sony no mercado de portáteis não ter sido tão relevante como foi com o seu primeiro console de mesa, o PSP se saiu muito bem sim senhor! É verdade que o NDS vendeu o dobro de unidades que o portátil da Sony vendeu, mas é bom que se diga que o console da Nintendo foi um fenômeno de mercado, assim como o PS2 foi em sua época. E nesses casos, fica difícil competir com um produto desse calibre. Apesar disso, o PSP conseguiu vender mais do que muitos consoles de mesa cultuados por aí, e foi o maior adversário que a Nintendo já teve no mercado portátil - inclusive, nesse período de pré-lançamento do Vita, não é difícil encontrar pessoas que acreditem que a Nintendo vai perder o trono desta vez . Será? 

Colocando todos esses ingrediente no pote, a Sony de fato tem uma grande chance de abocanhar uma boa fatia do mercado, até porque o Vita oferece MUITO mais do que o seu concorrente direto, o 3DS. E apesar de seu adversário direto (?) contar com as ótimas franquias da Nintendo, é bom que se diga que a Sony cresceu muito como Softhouse nessa geração, e não é exagero nenhum falar que a sua biblioteca de títulos first party é tão vasta e diversificada como a da Nintendo. A questão de apelo comercial já é outra história que prefiro deixar para um outro post. ok?

Então é isso amigos, o Vita vem forte e com apoio maciço das grandes sofhouses do mercado. A Sony irá lançar o console primeiro no mercado japonês e, posteriormente, no restante do mundo. A data de lançamento do sistema está mercado para dezembro. E se você é daqueles que gostam de comprar os consoles antes do restante do mundo, aqui vai uma boa notícia: O vita não possui trava de região, permitindo assim que o console japonês rode todos os jogos, independente da região que eles pertençam. 

O Vita será lançados em dois modelos: um modelo só com o wi fi e que custará $249,00, e um outro, mais completo e com 3g, por módicos 299,00 dólares. Como vocês podem ver, o preço do console não está caro, inclusive bem próximo do seu concorrente, que não oferece metade dos recursos que o Vita oferece. O único porém é que ser você importar o console do Japão, caso haja algum problema com o primeiro lote, fica meio complicado de trocá-lo e isso pode causar alguma dor de cabeça. Agora, caso você seja um daqueles entusiastas que não conseguem resistir às novidades, recomendo fortemente a compra do PSVita. Tenho certeza que o console será considerado um marco no mercado de portáteis.

Se segura na cadeirinha Nintendo, pois o Vita vem aí!

0 comentários:

Postar um comentário

Solta a voz